quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

Luis Antonio – Gabriela


Luis Antonio – Gabriela
Classificação - Excelente


Com extrema criatividade, a Cia. Mungunzá apresenta um espetáculo provocador e impactante, com um elenco afinado e ousado a montagem é um soco no estômago, pois retrata de maneira nua e crua a vida da família do diretor, Nelson Baskerville.

O ator  Marcos Felipe, no papel título, ganha o público por sua interpretação sem afetações, mas com muita delicadeza.

O texto ganha um tom documental aproximando o público da história , com um cenário simples e manuseado pelos atores, a montagem ganha agilidade, não se prendem a figurinos espalhafatosos, pelo contrário tudo é simples e muito rico, deixando o que realmente importa, o texto e a interpretação para os atores, que se deliciam e abusam de cada palavra.

Nelson Baskerville, com muita coragem e sabedoria, apresenta um trabalho digno e de uma sensibilidade extremas.

Depois de cinco temporadas “Luis Antônio – Gabriela”, se despede de São Paulo, com a grandeza que iniciou esse belo espetáculo sem perder sua força.

Parabéns Nelson Baskerville e Cia. Mungunzá, pela coragem e ousadia.


Teatro Alfredo Mesquita
Endereço: Av Santos Dumont,1770, Bairro: Santana
Telefone: (11) 2221-3657

Temporada até 16 de Dezembro

Serviço
Quintas-feiras, sextas-feiras e sábados às 21h e domingos às 19h. Duração: 88 minutos Classificação: 16 anos. Ingressos a R$ 20,00.


segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

Audições - Cássia Eller - O Musical



Está a caminho Cássia Eller, O Musical. Com direção de Ernesto Piccolo, produção deGustavo Nunes, direção musical de Lan Lan e roteiro de Patrícia Andrade, do filme 2 filhos de Francisco, o espetáculo cobrirá desde a juventude da cantora até sua morte. A escolha da atriz que fará a protagonista será feita por meio de um reality show que irá ao ar pelo Multishow, intitulado ‘Quero ser Cássia Eller’. As audições serão feitas em seis capitais: Manaus, Brasília, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, São Paulo e Porto Alegre. As inscrições estão abertas pelo 

endereçoaudicaocassiaeller@turbilhaodeideias.com.br.

AUDIÇÕES:
Realizaremos audições nacionais para selecionar a intérprete de Cássia Eller. As datas ainda não foram definidas.
Aceitaremos apenas material de pessoas do sexo feminino.
Caso você tenha interesse em enviar material, observe as seguintes regras:

Envie para o email:  audicaocassiaeller@turbilhaodeideias.com.br
Os seguintes materiais:
a)      SOMENTE 1 foto de rosto, e SOMENTE 1 foto de corpo (coloridas)
b)      Curriculum vitae completo (citando quais instrumentos musicais tem habilidade)
c)      Cidade onde reside
d)      Contatos

sexta-feira, 7 de dezembro de 2012

Priscilla, Rainha do Deserto

Priscilla, Rainha do Deserto



Chega ao fim esse fim de semana a bem sucedida temporada do musical  “Priscilla, Rainha do Deserto”.

Vale ressaltar que o musical cai na superficialidade , muito comum no gênero, por isso mesmo ele perde sua força e só enche os olhos de quem assiste e nada mais. Dramaturgia fraca, o que poderia levantar o público seria as músicas, mas também deixa a desejar.

São não fosse os excelentes atores Luciano Andrey, Rubem Gabira, André Torquato, e Saulo Vasconcelos, que seguram a montagem , Priscila seria um verdadeiro equívoco. Os atores do coro na tentativa de serem engraçados e criarem tipos de Drag queens, tinham péssima dicção, tornando o que diziam impossível de ser entendido.

Figurinos espalhafatosos, coloridos que encantam, o tal famoso e falado ônibus não empolga.

Com tanta coisa para ser explorada e ter um aprofundamento maior na dramaturgia, optaram pela escolha mais fácil, sabendo que basta um show de cores que o público infelizmente ia gostar.

O público parece ter aprovado a montagem, mas pelo visto o ônibus ficou quebrado no meio do deserto.


segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

Audição Turma da Mônica "Romeu & Julieta"

Inscrição para audição Turma da Mônica "Romeu & Julieta" até 31 de Dezembro.

Inscrições e informações no site www.monicaromeuejulieta.com.br

Atores

Homens
Altura máxima 1,70m
Habilidade cênica
Idade entre 18 e 40 anos

Mulheres
Altura máxima 1,65m
Habilidade cênica
Idade entre 18 e 40 anos


Bailarinos

Homens
Altura mínima 1,60m
Experiência básica com dança
Idade entre 18 e 40 anos

Mulheres
Altura mínima 1,55m
Experiência básica com dança
Idade entre 18 e 40 anos

Teatro Geo


quinta-feira, 29 de novembro de 2012

RAIMUNDA, RAIMUNDA


RAIMUNDA, RAIMUNDA
Classificação- Boa


Comemorando 50 anos de carreira, Regina Duarte se aventura na direção pela primeira vez em “Raimunda, Raimunda”, com texto de Francisco Pereira da Silva e adaptação de Ramanda e Rudá e Raimunda Pinto.

Regina tem vigor em cena e consegue transmitir toda sua energia na divertida e simples direção, a montagem ganha fôlego com a ótima atuação de Regina e seu elenco masculino que se revezam em vários personagens.

A cenas curtas da peça prejudica um pouco o texto, mas os recursos usados como gravações em off e belas projeções conseguem se sustentar com a rápida direção .

Regina paga o preço pela inexperiência na direção, mas acerta e erra com convicção e com a certeza de um trabalho lindo e muita dedicação.

Fazer TEATRO e Arte é viver de riscos constantemente, Regina não tem medo e mostra que pode muito mais.


Temporada: Até 16 de Dezembro

sexta às 21h30, Sábado às 21 horas e Domingo às 18 horas.

Teatro Raul Cortez - R. Dr. Plínio Barreto, 285, Bela Vista - São Paulo - SP. Telefone (11) 3254.1631. Bilheteria - terça a quinta - das 14h00 às 20h; sexta, sábado e domingo das 14h até o início do espetáculo. http://www.ingressorapido.com.br/

Ficha Técnica
Textos: Ramanda e Rudá e Raimunda Pinto
Autor: Francisco Pereira da Silva
Direção: Regina Duarte

Elenco
Regina Duarte
André Cursino
Gustavo Rodrigues
Henrique Pinho
Milton Filho
Ricardo Soares
Rodrigo Candelot
Saulo Segreto
Rodrigo Becker
Cenografia: José Dias
Figurinos: Regina Carvalho com supervisão de Beth Filipecki e Renaldo Machado
Assistente de Direção: Amanda Mendes



quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Grupo La Mínima seleciona atores



Grupo La Mínima seleciona atores profissionais para atuar como stand in no espetáculo Mistero Buffo. Os interessados devem ter algum conhecimento musical e de preferência tocar saxofone (alto ou tenor), clarinete ou trombone.
Também é necessária disponibilidade corporal ou acrobática e experiência com atuação em comédia e/ou palhaço.
Favor enviar currículo e foto para o e-mail info@laminima.com.br até o dia 3 de dezembro de 2013.
Haverá uma pré-seleção cuja resposta será divulgada por e-mail até o dia 06 de dezembro. Os atores selecionados nesta pré-seleção receberão um texto e participarão de uma audição, com a presença da diretora do espetáculo Neyde Veneziano, que deverá ocorrer nos dias 12 ou 13 de dezembro.
Cada ator fará a audição somente em um destes dias. Todos os contatos serão feitos por e-mail.

quarta-feira, 21 de novembro de 2012

CÓRTEX


CÓRTEX
Classificação - Excelente


Com direção de Nelson Baskerville e texto de Franz Keppler, Otávio Martins, apresenta seu segundo espetáculo solo.

Numa trama inteligente e cheia de reviravoltas o autor faz o público questionar o tempo todo, deixando a encenação mais instigante e prazerosa, como se estivéssemos dentro do cérebro da personagem tentando decifrar toda sua loucura ou lucidez.

Mas o que é verdade? O que é mentira? O que realmente aconteceu? Estas perguntas percorrem o espetáculo até chegar em um final surpreendente.
Com uma ótima cenografia, em que faz todo esse mistério se tornar mais assombroso, as projeções são bem executadas não tirando atenção da história, fazendo com que nos ajude a revelar e  nos transportando para a mente desse personagem totalmente fantasiosa.

Nelson Baskerville como  boa mão que tem, soube extrair do ator toda essa loucura sem cair em clichês de um personagem com sua mente perturbada, elevando a atuação de Otávio Martins, podendo dizer que é uma das mais belas e instigantes.


Ficha Técnica:
TEXTO: Franz Keppler
DIREÇÃO: Nelson Baskerville
COM: Otávio Martins
ASSISTENTE DE DIREÇÃO: Carolina Bastos
CENOGRAFIA: Nelson Baskerville
MUSICA ORIGINAL: Ricardo Severo
FIGURINO: Marichilene Artisevskis
DESENHO DE LUZ: Wagner Freire

Serviço-
Teatro Eva Herz
Avenida Paulista, 2.073 – Livraria Cultura / Conjunto Nacional
Informações: (11) 3170-4059 - www.teatroevaherz.com.br
Bilheteria: Terça a sábado, das 14h às 21h. Domingo, das 12h às 19h. Aceita todos os cartões de crédito. Não aceita cheque.
Vendas: www.ingresso.com e 4003-2330
 Sexta e Sábado às 21h. Domingo às 19h.
 Ingressos: Sexta e Domingo R$ 40. Sábado R$ 50.
 Duração: 75 minutos
Recomendação: 14 anos
Gênero: drama
Temporada até  09 de dezembro

quinta-feira, 15 de novembro de 2012

Audição musical "In the Heights"

Estão abertas as inscrições para o musical "In the Heights", informações no site.

http://www.intheheights.com.br/


sexta-feira, 9 de novembro de 2012

O AND@ANTE


O AND@ANTE
Classificação – ótimo


Elias Andreato é o verdadeiro homem dos palcos. Em 2012 não parou de trabalhar, atualmente está na peça O AND@ANTE atuou na peça “Equus”, voltou a viver a deliciosa Fran na comédia “Amigas, Pero no Mucho”, em cartaz todas as terças no Teatro Shopping Frei Caneca, sem falar de suas belas direções.

No início do ano voltou com a peça “Cruel”, depois dirigiu Nilton Bicudo no monólogo “Coisa de Louco” , a peça “A Garota do Adeus” e o belíssimo “Camille e Rodin” com Leopoldo Pacheco e Melissa Vettore.

Em “O AND@ANTE”, o ator vive um mendigo, um catador de pensamentos meio louco, meio normal, com delírios e reflexões do mundo atual, em busca da verdade, da felicidade, da vida.

Com a experiência que tem, Elias saboreia cada palavra, se diverte, emociona, numa obra onde o mais importante é a palavra, o ator não desperdiça seu tempo e presenteia o público com um espetáculo leve, onde a reflexão se faz necessária e a arte está toda ali para ser deliciada em todo instante.

Vale ressaltar a belíssima trilha e cenário que nos transporta para algum lugar qualquer e nos leva a viajar junto aos pensamentos desse delirante e delicioso AND@ANTE.

É dever dos poetas e artistas chorar e rir com seu povo.
“Sem loucura não há arte.”
Ficha Técnica:
 Texto e Roteiro: Elias Andreato
Direção: André Acioli e Elias Andreato
Trilha Original: Daniel Maia
Iluminação: Wagner Freire
Figurino e cenografia: Elias Andreato
Realização: Andreato’s & Morente Forte

Serviço:

Teatro Eva Herz

Avenida Paulista, 2.073 – Livraria Cultura / Conjunto Nacional
Informações: (11) 3170-4059 - www.teatroevaherz.com.br
Bilheteria: Terça a sábado, das 14h às 21h. Domingo, das 12h às 19h. Aceita todos os cartões de crédito. Não aceita cheque.
Vendas: www.ingresso.com e 4003-2330
 Quintas às 21h
 Ingressos: R$ 50
Duração: 60 minutos
Recomendação: 12 anos
No feriado do dia 15 de novembro: sessão às 19h
 Temporada: até 13 de dezembro




quinta-feira, 8 de novembro de 2012

Para refletir:



"Os artistas são as pessoas mais motivadas e corajosas sobre a face da terra. Lidam com mais rejeição num ano do que a maioria das pessoas encara durante toda uma vida. Todos os dias, artistas enfrentam o desafio financeiro de viver um estilo de vida independente, o desrespeito de pessoas que acham que eles deviam ter um emprego a sério e o seu próprio medo de nunca mais ter trabalho. Todos os dias, têm de ignorar a possibilidade de que a visão à qual têm dedicado suas vidas seja apenas um sonho. Com cada obra ou papel, empurram os seus limites, emocionais e físicos, arriscando a crítica e o julgamento, muitos deles a ver outras pessoas da sua idade a alcançar os marcos previsíveis da vida normal - o carro, a família, a casa, o pé-de-meia. Por quê? Porque os artistas estão dispostos a dar a sua vida inteira por um momento - para que aquele verso, aquele riso, aquele gesto, agite a alma do público. Artistas são seres que provaram o néctar da vida naquele momento de cristal quando derramaram o seu espírito criativo e tocaram no coração do outro. Nesse instante, eles estão mais próximos da magia, de Deus e da perfeição do que qualquer um poderia estar. E nos seus corações, sabem que dedicar-se a esse momento vale mil vidas "

(David Ackert)

domingo, 4 de novembro de 2012

sexta-feira, 2 de novembro de 2012

A PARTILHA


A PARTILHA
Classificação- Excelente 


Um dos grandes sucessos do teatro brasileiro, ”A Partilha” com texto e direção de Miguel Falabella  retorna aos palcos 20 anos depois de sua estreia.

Considerado até hoje um dos melhores textos de Falabella, a montagem depois de tantos anos se mantem atual, consegue manter seu vigor  com muito humor e simplicidade.

Com um elenco de estrelas, cada uma sabe o seu lugar e todas brilham, cada qual na sua maneira e momento, nenhuma ofusca a outra, pelo contrário, como grandes atrizes que são, conseguem ser generosas elevando o nível da montagem.

Susana Vieira, Arlete Salles, Patricya Travassos e Thereza Piffer formam as quatro irmãs que se reencontram para o velório da mãe e passam a discutir a partilha, mas o que se leva de mais bonito da história, é o amor, a amizade e as lembranças, com muito humor e ironia a história emociona e nos diverte.

Histórias familiares sempre terá seu lugar, pois se tem uma rápida identificação do público com a obra, mas  uma obra bem escrita que se mantém viva por muitos anos não são para todos , Falabella sabe captar e retratar com uma inteligência a família brasileira.


Ficha Técnica:
Texto e Direção: Miguel Falabella
ELENCO:
Susana Vieira
Arlete Salles
Patricya Travassos
Thereza Piffer
 Iluminação: Paulo César Medeiros
Cenário: Beli Araújo
Figurinos: Sonia Soares
Serviço
A PARTILHA
Teatro Shopping Frei Caneca(600 lugares)
Rua Frei Caneca, 569 - 6º Andar
Informações: (11) 3472-2229 e 3472-2230
Bilheteria: de terça à quinta, das 13h às 19h; de sexta a domingo, das 13h até o início do espetáculo.
Vendas: (11) 4003.1212 / www.ingressorapido.com.br
 Sexta às 21h30 | Sábado às 19h e 21h30 | Domingo às 18h
 Ingressos: R$ 80 e R$ 120
 Duração: 100 minutos.
Recomendação: 12 anos
 Temporada: até 25 de novembro

sexta-feira, 26 de outubro de 2012

HAMLET


HAMLET
Classificação - Excelente


Com uma ótima tradução e direção chega aos palcos de São Paulo “Hamlet”, o clássico personagem de William Shakespeare.
A obra escrita há mais de cinco séculos traz um enredo atual como crime, traição, corrupção e vingança.
Com direção de Ron Daniels, que começou sua carreira como ator no Teatro Oficina de Zé Celso Martinez Correa, mora em Londres a mais de 20 anos e atua como diretor , esteve à frente da Royal Shakespeare Company por 15 anos e hoje é diretor-associado da companhia especializada no autor.
Com muita propriedade Ron Daniels soube extrair o melhor da obra, e transportando para os palcos brasileiros uma obra  intensa, com uma tradução natural , gostosa  e fácil de ser absorvida pelo público brasileiro,.
Com uma montagem contemporânea  Thiago Lacerda no papel título, mostra grande confiança na obra, o ator está totalmente entregue a personagem fazendo um trabalho com muita verdade  e emoção, sem dúvida é seu grande trabalho no teatro e um marco em sua carreira. Dividindo a cena com os ótimos atores Antonio Petrin , Selma Egrei, Eduardo Semerjian, Roney Facchini ,lhe dando todo o suporte para mergulhar no universo de crise existencial de Hamlet.


Com um elenco de 15 atores, tirando os nomes conhecidos do teatro, o elenco não tem tanto vigor em cena muitas vezes parecendo perdidos, mas a montagem consegue segurar sua força e mostra a que venho.
Hamlet já pode ser considerado um dos grandes espetáculos do ano.


Ficha Técnica
Texto: William Shakespeare.

Tradução: Marcos Daud e Ron Daniels.

Concepção e direção: Ron Daniels.

Elenco: Thiago Lacerda, Antonio Petrin, Eduardo Semerjian, Selma Egrei, Rafael Losso, Anna Guilhermina, Roney Facchini, Marcus Suchara, Rogério Romera, André Hendges, Marcelo Valente Lapuente, Fernando Azambuja, Chico Carvalho, Ricardo Nash e Everson Romito.

Serviço:
Teatro TUCA  
Rua Monte Alegre, 1024, São Paulo, SP.

Horários: sexta e sabão às 21h e domingo às 19h.

Ingressos: sexta R$ 40, sábado R$ 60 e domingo R$ 50.

Bilheteria: terça a domingo das 14h às 20h. Vendas por telefone ou internet (www.ingressorapido.com.br), aceitam-se todos os cartões. Estacionamento conveniado Riti (Hotel Transamérica, Rua Monte Alegre, 835)

Temporada: até 16 de dezembro.

terça-feira, 23 de outubro de 2012

CHORINHO


CHORINHO
Classificação- Excelente


Com texto de Fauzi Arap e direção de Marcos Loureiro e Fauzi Arap, Denise Fraga parece estar em seu melhor momento profissional. Depois de dois grandes espetáculos de sucesso como “A Alma Boa de Setsuan” e “Sem Pensar”, onde a cada trabalho Denise vem mostrando grande amadurecimento, em “Chorinho” dividindo mais uma vez a cena com Cláudia Mello, as duas atrizes tem grande cumplicidade, deixando o texto mais divertido e emocionante.

Com muito humor e emoção o texto mostra o nascimento de uma grande amizade entre uma senhora solitária e uma mendiga, questionando toda a hipocrisia de nossa sociedade, mostrando que a diferença está em como enxergamos as coisas e que nem sempre ela é como pensamos.

Os diálogos são simples mas com muita profundidade, fazendo o espectador criar e relembrar suas histórias, seus medos e solidões.

A montagem não usa de artifícios para impressionar o público, em Chorinho o que realmente importa é o trabalho de duas grandes atrizes e uma ótima dramaturgia. Cenário simples, apenas um banco e alguns adereços compõem a cena , permitindo com que a imaginação do público fique livre para viver e compartilhar dessa deliciosa e emocionante história.

Num trabalho onde a entrega das atrizes é fundamental e o espetáculo depende exclusivamente delas para ser bom, o resultado é mais do que satisfatório.

São Paulo é uma cidade incrível, só aqui é capaz fazer grandes musicais a uma peça mais intimista mas não menos incrível como CHORINHO. O público nessa história toda é que sai ganhando.

Uma amizade ela é construída tijolo por tijolo, tudo ao seu tempo e hora, sem pressa e cobranças, vamos nos permitir viver, conhecer pessoas sem julga-las pelo que elas aparentam ser, e sim conhece-la pelo o que  tem de bom .

Venha ser amigo dessas duas personagens incríveis e inesquecíveis.



Ficha técnica:

Texto: Fauzi Arap
Elenco: Denise Fraga e Cláudia Mello
Direção: Marcos Loureiro e Fauzi Arap

CHORINHO

Teatro Eva Herz
Avenida Paulista, 2.073 – Livraria Cultura /Conjunto Nacional

Informações: (11) 3170-4059 - 
www.teatroevaherz.com.br

Bilheteria: Terça a sábado, das 14h às 21h. Domingo, das 12h às 19h. Aceita todos os cartões de crédito. Não aceita cheque.
Vendas: www.ingresso.com e 4003-2330
 
Terças e Quartas às 21h.
 
Ingressos: R$ 60
 
Duração: 80 minutos
Classificação Etária: 10 anos
Gênero: Comédia

Temporada: até 12 de dezembro
 

quarta-feira, 17 de outubro de 2012

segunda-feira, 15 de outubro de 2012

Nelson Rodrigues 100 anos




O SESI-SP apresenta a exposição Nelson Rodrigues 100 anos sobre a obra do escritor Nelson Rodrigues (1912-1980), no Centro Cultural Fiesp – Ruth Cardoso. Com curadoria de Ruy Castro, a mostra está instalada em 140 m², a caminho do foyer do Teatro do SESI São Paulo, e revela as várias faces desse homem que deixou marcas no teatro, no jornal, no cinema, na televisão e no futebol. A iniciativa é mais uma homenagem do SESI-SP ao centenário de nascimento do dramaturgo.
A exposição convida o público a um mergulho no universo de Nelson Rodrigues por meio de suas obras. São apresentados retratos de Nelson Rodrigues em diferentes épocas e situações de sua carreira, as primeiras edições de muitos de seus livros, uma seleção com mais de cem frases marcantes do jornalista e áudios de histórias da série A Vida como Ela É... interpretadas pelo elenco da Rádio Nacional.
Nelson Rodrigues enfrentou muitos obstáculos, foi perseguido, censurado, proibido, incompreendido. Legítimo representante daquela classe de gênios reconhecidos apenas pelas gerações futuras, Nelson e sua obra recebem atualmente o devido reconhecimento na cultura brasileira, o que demonstra que, ao contrário do que ele pensava, nem toda unanimidade é burra. A mostra promete surpreender até mesmo os que já conhecem a vasta produção do escritor.

DESTAQUES
Entre os destaques, há um filme raro dirigido por João Bethencourt (1924-2006). O vídeo, encontrado pelo historiador Carlos Fico no Arquivo Nacional dos EUA, recupera cenas do cotidiano de Nelson em casa e na redação, em 1968, aos 56 anos.
Vestido de Noiva, a peça que revolucionou o teatro moderno brasileiro, é apresentada em grande painel com texto e imagens que evocam o cenário da montagem original: um hospital. Na voz do escritor Ruy Castro, Nelson continua a falar com o visitante que ouve suas frases emblemáticas ao longo da exposição. O Nelson desportista, tricolor fanático, aparece torcendo no estádio do Maracanã, numa foto; em outra, apresenta-se ao lado dos companheiros do programa esportivo Grande Resenha Facit, primeira mesa-redonda de futebol da TV Globo, um sucesso da emissora exibido de setembro de 1966 a janeiro de 1971. Eclético, também atuava como ator, e a mostra revela Nelson em cena na peça Perdoa por me Traíres.
O autor, muitas vezes provocador, mostrou A Vida como Ela É. Histórias de ciúme, dilemas morais, inveja, adultério e morte foram passando, a partir de 1950, das páginas do jornal Ultima Hora para programa de rádio, filme, peça de teatro e série de televisão. Em fotonovelas digitalizadas, o visitante pode folhear virtualmente edições raras de 1960, e ver dois dos episódios dos sucessos Véu de Noiva e O Justo.
A exposição ainda apresenta imagens de encenações antológicas do dramaturgo: a primeira montagem de Vestido de Noiva, no Teatro Municipal do Rio de Janeiro, dirigida pelo exigente polonês Zbigniew Marian Ziembinski, em 1943, e imagens de outras produções, como a tragicomédia carioca O Beijo no Asfalto, com Fernanda Montenegro, escrita a pedido da atriz, em 1960.
O ilustrador Marcelo Monteiro, seu antigo parceiro no jornal O Globo, criador dos inesquecíveis Sobrenatural de Almeida, Gravatinha e a Grã-Fina das Narinas de Cadáver, desenhou dez personagens rodriguianos especialmente em cores para esta exposição.
Em aparelhos de MP3, os visitantes ouvem os contos O Monstro e A Noiva da Morte, interpretados pelo elenco da Rádio Nacional, em gravações de 1960.
Esse caminho de passagem – e não seria de outra forma – termina no foyer do Teatro do SESI São Paulo com uma surpresa: um painel gigantesco com a reprodução da primeira página do jornal Ultima Hora, concebida pelo artista gráfico Hélio de Almeida, que trabalhava no jornal na mesma época de Nelson.


Local:Térreo Inferior do Centro Cultural Fiesp – Ruth Cardoso (av. Paulista, 1.313 - Metrô Trianon-Masp)

De 11 de outubro a 16 de dezembro de 2012
todos os dias das 11h às 21h, com entrada até 20 minutos antes do fechamento

Entrada Franca



quinta-feira, 11 de outubro de 2012

A FAMÍLIA ADDAMS


A FAMÍLIA ADDAMS
Classificação- Excelente


Num mundo onde a caretice parece tomar conta, o politicamente correto prevalece, o musical “A Família Addams” vem na contramão para alegrar e nos tirar da zona de conforto, onde o correto não está em questão.

A maioria dos musicais sempre apresenta um grande problema com suas fracas dramaturgias e atores que apenas cantam e dançam muito bem, mas não sabem representar, mas em A Família Addams é diferente.

O Teatro Abril sempre apresenta ótimas montagens e com qualidades impecáveis, mas em Addams o que encanta é o texto muito bem escrito e consistente, a montagem consegue se destacar pela excelente história e por ótimos atores, que além de cantarem sabem interpretar.

O público sempre se encanta nos musicais pelos belos números de dança, pelos belos cantores/atores e cenografias, que geralmente sempre ficam nessa superficialidade e nada mais, porém na última década o gênero cresceu no Brasil, o público que paga caro, aprendeu a apreciar e exigir sempre ótimas montagens, não se deixando enganar.

A Família Addams chegou para mostrar que bons textos, menos shows aéreos e bons atores fazem um excelente espetáculo.


Daniel Boaventura um dos maiores atores de musicais, está em ótima forma e se podemos dizer na melhor performance em sua carreira.

Destaques para Laura Lobo e Beto Sargentelli, que apesar de não serem estreantes, fazem um belo trabalho e prometem ser os grandes nomes.

Ainda somos pequenos e temos muito o que aprender, mas em 10 anos nos tornamos o quinto maior produtor do gênero no mundo, o que comprova que temos muito trabalho pela frente e estamos no caminho certo.





Teatro Abril - Av. Brigadeiro Luís Antônio, 411 – Bela Vista.
Temporada até 16 de dezembro
Estacionamento: O teatro não possui estacionamento próprio
Classificação etária indicativa: Menores de 12 anos: permitida a entrada (acompanhados dos pais ou responsáveis legais).
BILHETERIA OFICIAL - SEM TAXA DE CONVENIÊNCIA
Teatro Abril - 2ª a Sáb, 12h às 20h; Dom, 14h às 20h; - Av. Brigadeiro Luís Antônio, 411 – Bela Vista
• LOCAIS DE VENDA - COM TAXA DE CONVENIÊNCIA
Pontos de venda no link: http://premier.ticketsforfun.com.br/content/outlets/agency.aspx
Central Tickets For Fun: por telefone, entrega em domicílio (taxas de conveniência e de entrega) - 4003-5588 (válido para todo o país), das 9h às 21h - segunda a sábado.
Pela Internet: www.ticketsforfun.com.br (entrega em domicílio - taxas de conveniência e de entrega)
Formas de Pagamento: Dinheiro, cartões de crédito American Express®, Visa, MasterCard, Diners e Cartões de Débito Visa Electron e Rede Shop.

quinta-feira, 4 de outubro de 2012

CABARET


A MAGIA DOS MUSICAIS

Avaliação- ótimo

Depois de anos tentando os direitos para o musical “Cabaret”, Claudia Raia finalmente nos presenteia e comemora esse grande trabalho, imortalizado no cinema por Liza Minnelli.
Claudia Raia vive a exuberante Sally Bowles, dançarina e cantora dos Estados Unidos que vai para a Alemanha  nos anos 30, durante a ascensão do Nazismo. Esse é o pano de fundo para esse instigante e emocionante musical.
Sally Bowles, na versão teatral é mais intensa e menos romantizada do que na versão cinematográfica, Claudia Raia com vasta experiência em musicais tem uma ótima maturidade cênica e conduz com muito vigor  todos os momentos cômicos e de decadência.
Jarbas Homem de Mello como MC, é a grande surpresa, com grande experiência no teatro e em musicais, finalmente o ator consegue um grande personagem que a muito tempo  lhe era merecido, com grande desenvoltura o ator divide as atenções com Claudia, juntos e sem medo de se arriscarem o musical encontra seu caminho.
Pelo nome do musical , o coro/ballet se torna fundamental para fazer a transições de cenas e dar o glamour decadente da época. Com ótimos cantores e bailarinos tudo encontra seu lugar, transportando o público para essa história linda e chocante tendo a sombra do nazismo.



Na última década, São Paulo viu a cena dos musicais ter uma ótima retomada com grandes produções e elenco bem preparados.
Claudia Raia tem um papel importantíssimo nessa nova cena teatral, pois num período em que praticamente não se fazia musicais e o material  bruto (atores) não era fácil de se encontrar, muitas vezes tendo que trabalhar com o que tinha e sem pensar no perfil das personagens, “Cabaret” , chega no momento certo onde o público já se habituou com grandes produções, e Claudia finalmente pode comemorar o caminho que a tanto trilhou e acredita , nos presentando com essa bela montagem.


Serviço:
Temporada: até 16 de dezembro
 Teatro Procópio Ferreira (Rua Augusta, 2.823)
Horários:
Quinta-feira: às 21h
Sexta-feira: às 21h30
Sábado (duas sessões): às 17h e às 21h
Domingo: às 18h
Ingressos: de R$ 40,00 a R$ 200,00
Ingressos por telefone: 4003-1212 ou pelo site: www.ingressorapido.com.br
Bilheteria: Terça a Sábado das 14h às 19h; domingo das 14 às 18h ou até o início do espetáculo
Informações:  (11) 3083-4475
Censura: 14 anos
Capacidade: 600 lugares
Duração: 2h30



Ficha Técnica
Texto:
JOE MASTEROFF
Músicas:
JOHN KANDER
Letras:
FRED EBB
Versão brasileira:
MIGUEL FALABELLA
Direção:
JOSÉ POSSI NETO
Direção musical e vocal:
MARCONI ARAÚJO
Coreografia:
ALONSO BARROS
ELENCO
CLAUDIA RAIA como Sally Bowles
JARBAS HOMEM DE MELLO como MC
GUILHERME MAGON como Clifford Bradshaw

Atores convidados:
LIANE MAYA
MARCOS TUMURA

Participações especiais:
KÁTIA BARROS
JÚLIO MANCINI

Kit Kat Girls
ALESSANDRA DIMITRIOU
CAROL COSTA
CLARA CAMARGO
HELLEN DE CASTRO
LUANA ZENUN
LUCIANA MILANO
RAQUEL QUARTERONE
RENATA BRAS

Kit Kat Boys
ALBERTO GOYA
DANIEL MONTEIRO
MATEUS RIBEIRO
RENATO BELLINI
RODRIGO NEGRINI
RODRIGO VICENTE
TOMAS QUARESMA

sexta-feira, 28 de setembro de 2012

Teatro Cultura Artística


Onde está o TEATRO ?

No dia 17 de agosto de 2008, um incêndio atingiu o teatro Cultura Artística, localizado na Rua Nestor Pestana, na região central da capital paulista.
De acordo com o coronel do Corpo de Bombeiros, João dos Santos de Souza, todo o terceiro andar foi destruído e o teto cedeu. "As causas ainda serão investigadas e podem ser várias. O fogo pode ter sido causado por um curto-circuito, a queda de um balão ou pode ser até criminoso", afirmou. O criminoso é a hipótese que mais toma conta hoje em dia, pois depois de quatro anos praticamente nada foi feito ainda, uma vez que foi divulgado que as obras do TEATRO CULTURA ARTÍSTICA seriam entregues em 2012, fato que isso não  acontecerá esse ano, pois o andamento das obras andam lentamente , mas a corrupção deve estar tão rápida que nem conseguimos enxergar.


Essa semana foi divulgado que a previsão para a entrega do teatro será em 2016, oito anos depois do incêndio.  O que tem de errado nessas obras?
Vale lembrar que a “Sociedade Cultura Artística”, tem patrocínio do BNDES e BRADESCO para a reconstrução e incentivos fiscais utilizando da Lei Rouanet para suas obras.
Além dos patrocinadores tem uma vasta lista de apoiadores e doadores que  amam o Teatro e querem vê-lo em pé o mais rápido possível e querem saber onde “ seus dinheiros” estão sendo aplicados de maneira clara. A população também precisa saber onde uma obra desse porte e com tanto dinheiro sendo investido o que está acontecendo com tanta demora.
Um país onde a corrupção infelizmente é algo que assombra nossa sociedade, clareza e transparência é o que todos nós queremos.


                                                                   Teatro hoje

Doadores e Apoiadores da Reconstrução
Agência Estado
Aggrego Consultores
Álvaro Luis Fleury Malheiros
Ana Maria Levy Villela Igel
Ana Maria Xavier
Antonio Carlos Barbosa de Oliveira
Antônio Fagundes
Antonio Teofilo de Andrade Orth
Area Parking
Arnaldo Malheiros
Arsenio Negro Júnior
Aurora Bebidas e Alimentos Finos
Banco Pine
Banco Safra
Beatriz Segall
BicBanco
Brasília de Arruda Botelho
Bruno Alois Nowak
Camargo Corrêa
Camila Zanchetta
Camilla Telles Ferreira Santos
Carta Capital
CBN
CCE
Center Norte
Claudio Cruz
Claudio e Rose Sonder
Claudio Lottenberg
Claudio Roberto Cernea
Cleõmenes Mário Dias Baptista (i.m.)
Compacta Engenharia
Companhia Brasileira de Metalurgia e Mineração
Condomínio São Luiz
Credit Suisse
Credit Suisse Hedging-Griffo
Diário de Guarulhos
Editora Abril
Editora Contexto (Editora Pinsky)
Editora Globo
Editora Três
Elaine Angel
Elias Victor Nigri
EMS
Ercília Lobo
Erwin e Marie Kaufmann
Eurofarma
Fabio de Campos Lilla
Famílias Fix, Korbivcher e Ventura
Fernando Francisco Garcia
Fernão Carlos Botelho Bracher
Festival de Salzburgo
Flávio e Sylvia Pinho de Almeida
Folha de S. Paulo
Francisco Humberto de Abreu Maffei
Frederico Perret
Fulano Filmes
Fundação Filantrópica Arymax
Fundação Padre Anchieta
Fundação Promon
Gabriela Duarte
Gérard Loeb
Gilberto Kassab
Gilberto Tinetti
Gioconda Bordon
Giovanni Guido Cerri
Helga Verena Maffei
Henri Philippe Reichstull
Hotel Ca’ d’Oro
Hotel Maksoud Plaza
Idort/SP
iG
Israel Vainboim
Izilda França
Jacques Caradec
Jairo Cupertino
Jamil Maluf
Jayme Bobrow
Jayme Sverner
José Carlos Dias
José Carlos e Lucila Evangelista
José Roberto Mendonça de Barros
José Roberto Ópice
Jovelino Carvalho Mineiro Filho
Katalin Borger
Lea Regina Caffaro Terra
Leo Madeiras
Lúcia Cauduro
Lúcia Fernandez Hauptmann
Luiz Rodrigues Corvo
Machado, Meyer, Sendacz e Opice Adogados
Mahle Metal Leve
Marcelo Mansfi eld
Marco Nanini
Maria Adelaide Amaral
Maria Helena Zockun
Marina Lafer
Mario Arthur Adler
Marion Meyer
Max Feffer (i.m.)
McKinsey
Michael e Alina Perlman
Minidi Pedroso
Mônica Salmaso
Natura
Nelson Breanza
Nelson Kon
Nelson Reis
Nelson Vieira Barreira
O Estado de S. Paulo
Oi Futuro
Orquestra Filarmônica Brasileira
Oscar Lafer
Otto Baumgart Indústria e Comércio
Paulo Bruna
Pedro Herz
Pedro Pederneiras
Pedro Pullen Parente
Pedro Stern
Pinheiro Neto Advogados
Polierg Tubos e Conexões
Porto Seguro
Racional Engenharia
Rádio Bandeirantes
Rádio Eldorado
Revista Brasileiros
Revista Concerto
Revista Piauí
Ricardo Feltre
Ricardo Ramenzoni
Roberto Baumgart
Roberto Minczuk
Roberto Viegas Calvo
Rodolfo Henrique Fischer
Santander
São José Construções e Comércio (Constr. São José)
Seleções Reader’s Digest
Semp Toshiba
Sidnei Epelman
Silvia Ferreira Santos Wolff
Silvio Feitosa
Stela e Jayme Blay
Susanna Sancovsky
Suzano
Talent
Tamas Makray
Teatro Alfa
Terra
Thomas Ernst Kunze
TV Globo
Unigel
Uol
Ursula Baumgart
Vale
Vavy Pacheco Borges
Wolfgang Knapp
Yara Baumgart
Zuza Homem de Mello

http://www.culturaartistica.com.br